Adbox

mercoledì 13 settembre 2017


Qualche giorno fa, precisamente il 4 settembre, sono stati divulgati gli stipendi dei giudici brasiliani, che sono poco più di 118 mila. Ogni tanto mi capita di parlare con qualche italiano sulla corruzione e sugli stipendi qui in Brasile, e una frase che sento spesso é "ma anche in Italia é così". Ma siamo sicuri?

Sono andato a cercare in rete quanto guadagna un magistrato o un giudice in Italia:

...durante il primo anno di lavoro percepirà una retribuzione di circa 2200 euro netti al mese, come abbiamo evidenziato la retribuzione varia anche in funzione degli anni di servizio, infatti dopo 4 anni di attività lo stipendio di un magistrato può arrivare a 3.600 euro al mese netti. Dopo 20 anni di carriera la retribuzione aumenta ancora ed arriva a circa 5.800 euro mensili e verso la fine della carriera quando mancheranno pochi anni alla pensione la retribuzione può toccare cifre anche di 7.500 euro netti mensili.

Una bella cifra, non c'é che dire. Ma quanto guadagna un giudice brasiliano? Bene, sappiate che, secondo la Costituzione Brasiliana, lo stipendio non dovrebbe oltrepassare i 33.700 R$ al mese, ma la media nel 2016 é stata di 47.700 R$. Perché, oltre al cospicuo salario, questi Paperoni brasiliani ricevono benefici, gratifiche e tanto altro. Grazie a questi introiti aggiuntivi un giudice del Mato Grosso é riuscito a guadagnare quasi 504.000 R$! Però, a parte questo caso che potremmo definire eccezionale, il primo posto mettiamo i giudici sempre del Mato Grosso (chissà perché), dove il loro stipendi é di quasi 96.000 R$ al mese. I più "poveri" sono quelli che lavorano nello Stato di Piauí, che ricevono la misera somma di 23.387 R$ al mese.

Ma anche così, i processi in attesa di soluzione sono quasi 80 milioni! E poi c'é chi dice che anche in Italia é lo stessa cosa.

Despesa média com juiz no Brasil é de R$ 47,7 mil por mês, informa CNJ

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) divulgou balanço nesta segunda-feira (4) no qual informou que a despesa média do poder público com um magistrado no Brasil é de R$ 47,7 mil por mês (saiba mais abaixo a média por estado). Há atualmente 118.011 magistrados no país.

O CNJ é o órgão de controle do Judiciário e os dados constam do Relatório Justiça em Números 2017, com os dados até 31 de dezembro de 2016 sobre a estrutura e a litigiosidade do poder.

De acordo com o conselho, o gasto mensal, relativo ao ano de 2016, contempla o salário e adicionais como benefícios, gratificações, diárias, passagens aéreas, auxílio moradia, entre outros.

Pela Constituição, a remuneração de um magistrado não pode ultrapassar R$ 33,7 mil, equivalente ao salário de um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), a mais alta Corte do país.

Os "supersalários", como são conhecidos aqueles que maiores que o teto, são permitidos porque, segundo entendimento do próprio STF, os "penduricalhos" não entram no cálculo.

Um dos casos que mais chamou a atenção foi revelado no mês passado, quando um juiz do interior do Mato Grosso recebeu R$ 503,9 mil. Além do salário normal, de R$ 28,9 mil, Mirko Vincenzo Giannotte, da 6ª Vara da Comarca de Sinop, recebeu o restante em gratificações, vantagens, indenizações e adicionais.

Despesas com juízes

Divulgado nesta segunda, o Justiça em Números informa que a despesa média com magistrados é maior no Mato Grosso do Sul, onde juízes e desembargadores receberam R$ 95,895 mil por mês em 2016.

O menor valor médio por magistrado é registrado no Piauí, onde cada um recebe R$ 23,387 mil (veja os dados completos abaixo).

TJPI - 23.387
TJAL - 25.104
TJRN - 34.328
TJAC - 41.941
TJRR - 43.454
TJPB - 44.180
TJAP - 46.405
TJRO - 49.854
TJSE - 53.987
TJAM - 55.833
TJTO - 68.967
TJMS - 95.895
TJPA - 31.038
TJCE - 35.980
TJMA - 42.675
TJES - 44.398
TJPE - 45.889
TJBA - 47.620
TJMT - 47.658
TJDFT - 55.171
TJSC - 57.623
TJGO - 70.573
TJSP - 42.951
TJPR - 44.539
TJRS - 45.740
TJMG - 64.993
TJRJ - 65.691

Produtividade dos juízes

O relatório divulgado pelo CNJ nesta segunda revela que cada juiz proferiu, em média, no ano passado, mais de 7 sentenças por dia (1.749 decisões diárias).

Mesmo assim, o estoque de processos em tramitação na Justiça em 2016, ainda sem solução, chegou a 79,7 milhões.

Somente 27% de todos os processos judiciais foram solucionados em 2016

Lançamento

No lançamento dos dados, a presidente do CNJ e do STF, ministra Cármen Lúcia, destacou a transparência dada aos números do Judiciário.

"O Poder Judiciário quer se mostrar, exatamente para se aperfeiçoar. O Poder Judiciário não tem nenhum interesse em se mostrar encoberto", afirmou.

Presidente em exercício do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Luiz Fux defendeu a categoria dos magistrados no discurso.

"Que nós estejamos sempre atentos para atos de grandeza, mas também muito atentos para movimentos recentes que procuram minimizar, enfraquecer a figura do juiz, a instituição do Poder Judiciário. Há várias estratégias para se chegar a esse ponto. De sorte que a primeira reação é através de atos de grandeza. A segunda reação é termos consciência que a situação que está aí leva o Brasil ao naufrágio é só o Poder Judiciário pode levar nossa nação a um porto seguro", declarou o ministro.

Fonte: G1
Continue reading

mercoledì 6 settembre 2017


Si puó vivere bene in Brasile con 1200 Reais? È la domanda che mi sono posto dopo aver visto un video su Youtube. Il titolo di quel video era "VIDA DE LUXO na ITALIA COM 1200 EUROS ?", in cui mostravano come una coppia di persona, di cui una sola lavorasse, potesse vivere dignitosamente bene in Italia con quel stipendio. Io l'ho trovato interessante, anche perché gli autori di quel canale sono due brasiliani molto simpatici e, a mio parere, molto obiettivi.

<script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script> <ins class="adsbygoogle" style="display:block; text-align:center;" data-ad-format="fluid" data-ad-layout="in-article" data-ad-client="ca-pub-8317453801392164" data-ad-slot="8093491807"></ins> <script> (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); </script>
Allora sono andato alla ricerca di altri video e ne ho trovati alcuni, sempre fatti di brasiliani che vivono in Italia, dove piú o meno si dice la stessa cosa. Quindi mi sono chiesto: é possibile vivere in Brasile con 1200 Reais? Beh, ovviamente, come sappiamo, ci sono famiglie che vivono con un salario minimo e a volte anche di meno, ma a mio parere quella non é vita. Ho visto le case dove vivono, la vita che fanno, come si vestono e cosa mangiano, e sinceramente penso che vivere con 900 reais o anche meno sia MOLTO difficile.

Ma cosa intendo con "vivere con 1200 Reais"? Intendo pagare un affitto di una casa o un appartamento dignitoso, pagare tutte le bollette, compreso internet e cellulare, e mangiare decentemente. È chiaro che in questo calcolo non sono comprese spese come ristoranti, auto e, soprattutto, plano de saude, cosa purtroppo indispensabile qui in Brasile. Quindi si tratta di fare una vita semplice ma dignitosa. È possibile farla con 1200 Reais? Guardate il video e lo saprete :)

Buna visione!

Continue reading

sabato 26 agosto 2017


Quante volte, in passato mi sono posto questa domanda! Lasciando perdere il Brasile, avevo sempre pensato di andare a vivere in un altro paese. Per precisione m'interessavano i paesi del nord d'Europa, come Norvegia o Svezia. Non so il perché, ma mi sembravano posti dove fosse bello vivere e dove le opportunità di lavoro fossero migliori. Ma siamo sempre al solito punto: andare lá per fare cosa? Se avessi avuto un titolo di studio, se fossi un architetto o un ingegnere sarebbe stata anche una buona idea. Ma per chi come me ha solo la licenza media le possibilità di migliorare la mia situazione economica e sociale sono ben limitate, quasi nulle.

In ogni caso, come spiego nel video, sembra che in alcuni paesi si possa vivere bene pur avendo un reddito basso. Io ho preso in considerazione il classico esempio di un pensionato con una pensione misera, intorno ai 1000 euro. In Italia vivere in due con questa cifra é difficile. Forse in alcuni paesi invece, dato un cambio favorevole e un costo di vita minore, si potrebbe vivere dignitosamente bene. Ovvio, facendo sempre una vita semplice senza troppo sfarzi, ma comunque migliore, almeno teoricamente, che in Italia. Ma prima di compiere questo grande passo é sempre meglio informarsi bene, perché molte volte le cose non sono esattamente come dicono. Buona visione!



Continue reading

domenica 6 agosto 2017


Io non capisco. Molte persone, sia italiani che brasiliani, mi dicono "Tu non puoi criticare o parlare male del Brasile perché sei ospite di questo paese". Ma quale ospite? Se andate a leggere nel vocabolario per "ospite" s'intende una persona che va a visitare un'altra persona, o una persona che resta in casa di altri per un tempo determinato, che può essere di giorni, mesi o anni.

Io non sono un ospite in Brasile. Io qui ci vivo da molti anni e, come sempre dico, é probabile che qui finirò i miei giorni. In questo paese io lavoro, vivo, pago le tasse, pago le bollette, faccio tutto come un brasiliano nato e cresciuto in questo paese.

Ho un Visto e un documento in cui é scritto, a chiari lettere, PERMANENTE, non temporaneo. Ospite potrebbe essere il classico turista che viene in Brasile a passare le vacanze, o chi, per esempio, vieni qui per lavoro con un contratto a scadenza. Ma io sono qui per viverci, permanentemente.

Quindi non chiamatemi di "ospite", perché non lo sono. E se mi permetto d parlare male o criticare questo paese é proprio perché io qui ci vivo, che mi piaccia o meno. Parlo di queste cose e faccio i miei video proprio perché vorrei, in qualche modo, fare qualcosa per migliorare questo paese. Se il Brasile va bene anche io vivo meglio. Quindi con le mie parole e i miei video cerco solo di far aprire gli occhi a tutte quelle persone, brasiliani o stranieri che siano, che pensano che qui le cose siano meravigliose. Purtroppo non lo sono, e mi piace pensare che con quello che faccio io possa migliorare qualcosa. So benissimo che non cambierà niente. Sono cose che forse nessuno di noi potrà migliorare. Ma perlomeno ci provo. Sempre meglio che restare davanti alla televisione a guardare novelas o pensare solo al calcio o al carnevale.

Continue reading

martedì 1 agosto 2017

Amamos a maioria dos pratos e vinhos italianos. Então, por que somos mais gordos do que eles?


Os italianos não só prezam pela qualidade dos alimentos, como também pela qualidade de tempo para apreciá-los. 

É difícil falar da Itália sem pensar nas deliciosas e tradicionais massas frescas, pizzas, gelatos e lasanhas que ganharam fama mundo afora.

Apesar de o nosso imaginário sobre o país remeter às "mamas" rechonchudas na cozinha com o batido avental branco, o que dá a entender que o país das massas e vinhos incríveis é um país de obesos, os italianos são magros e muito saudáveis.

A Itália é o terceiro país que apresenta a menor taxa de obesidade de todo o mundo, e só perde para os orientais Coreia do Sul e Japão. De acordo com a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), a taxa é de 9,8% -- bem diferente da taxa dos Estados Unidos, onde 38,2% da população é obesa. No Brasil, mais da metade dos adultos (54,1%) estão com sobrepeso, sendo 20% deles obesos.

Ironicamente, algumas das comidas preferidas dos americanos (e dos brasileiros) são pizza e massas. Então, o que explica o inventor destas obras-primas ser um país de magros e os que "replicam" suas receitas não terem o mesmo destino?

Para início de conversa, as pizzas que tanto conhecemos e adoramos (principalmente os paulistanos) não têm nada a ver com a tradicional -- está mais para a pizza americana. Com bordas recheadas, tamanhos gigantescos, muito recheio processado e massa bem grossa, as pizzas brasileiras são uma explosão calórica, enquanto na Europa, a pizza é mais "delicada", com massa fina, recheios moderados e frescos.


Os alimentos frescos, por exemplo, são um dos motivos que ajudam a manter as silhuetas dos italianos. Regra máxima de uma "famiglia tradizionale" é comprar alimentos naturais, frescos, diretos de produtores em feiras a céu aberto ou em mercadões.

Não é difícil encontrar um mercado de produtores locais em qualquer cidade na Itália. 

"Apesar da cozinha italiana ser reconhecida no exterior por seus pratos bem calóricos, nossa dieta tradicional é a Mediterrânea (rica em frutas e vegetais)", explica a jornalista especializada em alimentação e comida do HuffPost Itália, Silvia Renda.

Nosso país é dono de uma das mais ricas e prósperas agriculturas de toda a Europa, e em nossa mesa sempre há espaço para produtos locais. Não apenas comprados em supermercados, mas comprados diretamente de produtores.

Nem comida congelada os restaurantes italianos podem servir sem informar previamente seus clientes. Neste mês, a Suprema Corte italiana decidiu que os restaurantes deverão especificar no menu quais de seus produtos são conservados no congelador, sob multa de 2 mil euros, e nos casos mais graves, prisão.

A experiência de comer bem 

Os italianos não só prezam pela qualidade dos alimentos, como também pela qualidade de tempo para apreciá-los. Diferentemente de outras culturas ocidentais, que com a correria do dia a dia acabam pulando refeições ou recorrem aos fast-food ou snack (quem nunca almoçou uma coxinha ou um miojo?), os italianos reservam o horário de almoço para sentar em uma mesa e comer com calma.

Assim como na Espanha, algumas cidades italianas também fazem a "siesta" e fecham qualquer estabelecimento (até igrejas!) para ter uma ou duas horas de descanso depois da refeição.

Mas não pense que tanto tempo serve para comer muito. Pelo contrário: eles param de comer quando estão satisfeitos e as porções não são enormes como as do Brasil. Muitas pessoas na Itália também não estão preocupados com as calorias que consomem, muito menos são consumidores assíduos de produtos diet e light. Para eles, o grande aliado de uma dieta saudável é a moderação. 

"Sim, eu como macarrão todos os dias. E, às vezes, como massa na entrada e, depois, ainda como uma carne no prato principal", disse Elizabeth Minchilli, americana que vive em Roma e autora do livro Eating Rome: Living the Good Life in The Eternal City ("Comendo em Roma: Levando uma Vida Saudável na Cidade Eterna", em tradução livre).

Ao Los Angeles Times, ela conta o segredo:

A massa que todos nós comemos vem em uma controlada porção. Quando o assunto é comer macarrão, italianos são bem conscientes. E aqui está uma simples fórmula a seguir: 100 gramas ou menos de massa por pessoa. Essa é uma porção que você nunca verá em um restaurante nos Estados Unidos.

Junto com as porções moderadas, eles também consomem muitos vegetais, mais carnes brancas do que vermelhas, como frango e peru, e boas gorduras, como azeite de oliva extravirgem.

Outra coisa interessante é o respeito à sazonalidade dos produtos, o que significa priorizar alimentos mais naturais (sem conservantes, nem agrotóxicos) em grande variedade em todas as estações do ano.

"Os italianos preferem alimentos orgânicos e a dieta varia com as estações do ano, focando nos produtos sazonais", diz a italiana Silvia Renda, jornalista especializada em alimentação e comida do HuffPost Itália. Segundo Renda, nos últimos anos, cresceu a curiosidade por comidas mais exóticas e novos sabores. "Há interesse em experimentar novos alimentos artesanais, em vez de comidas pré-preparadas."

Xô, preguiça

Além de manter uma alimentação balanceada e preferir produtos frescos e comidas feitas em casa, os italianos também levam uma vida ativa. Quando estive na Europa, pouco tempo atrás, me impressionei com o quanto as pessoas preferem caminhar e andar de bicicleta. E na Itália é exatamente assim.

Por centenas de motivos (como falta de segurança e falta de infraestrutura urbana), os brasileiros andam pouco pelas ruas e preferem usar meios de transporte para ir a lugares -- completamente diferente dos europeus. Não é difícil encontrar pessoas indo para o trabalho a pé, indo ao supermercado, padaria, entre outros lugares rotineiros.

Um estudo da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, mostrou que os brasileiros são uma das nacionalidades mais "preguiçosas" do mundo. Obtendo dados dos celulares da população mundial, a pesquisa mediu a média do número de passos dos diferentes países, e o Brasil ficou muito abaixo da média.

Na lista com 46 países, liderada por Hong Kong (6.880 passos, em média, por habitante), a Itália aparece em 13º lugar entre os países mais ativos do mundo, com 5.296 passos por pessoa. Já o Brasil está na 40ª posição, com uma média de 4.289 passos.

Depois de tantos cuidados com alimentação e bem-estar, saborear uma massa al dente com molho pesto, acompanhada por uma taça de vinho italiano, vai parecer que, de fato, você está seguindo à risca sua nova dieta. Sem peso na consciência.

Continue reading

lunedì 17 luglio 2017


Io ricevo molte critiche sul fatto che mostro solo i lati negativi del Brasile, il suo lato peggiore. Ho giá spiegato piú volte il motivo di questa mi scelta "editoriale", e capisco che possa fare scomodo a qualcuno. quindi accetto le critiche (le offese no peró). Quindi, per compensare questa mia negativitá costante, ho voluto fare un video al contrario, cioé mostrando quali, secondo me, sono i lati positivi. 


Come ho detto nel video ognuno di noi ha idee differenti, quindi ognuno di noi avrá opinioni diverse su quello che é positivo o negativo. Come sempre mi piace essere sincero, e devo ammettere che non é stato facile, per me, trovare i lati positivi di questo paese. Ma tutto dipende dalla vita che uno fa. Ho conosciuto italiani fortunati che qui fanno una bella vita, migliore che in Italia, quindi per loro é molto piú facile trovare cose belle di questo paese. Ma per me, che fin dall'inizio ho dovuto affrontare sacrifici e problemi seri, trovare un lato positivo quando tutto, o quasi, va male, non é affatto facile. Peró qualcosa si trova sempre, basta riuscire a vedere il classico bicchiere mezzo pieno. Buona visione!


Continue reading

martedì 11 luglio 2017


Ciao a tutti. In questo video parleró su quanto sta avvenendo ultimamente nel mio canale. Ho ricevuto, e sto ricevendo, molte critiche da alcuni brasiliani, alcuni veramente MOLTO offensivi. La cosa non mi preoccupa minimamente, ma mi sembrava giusto dire quello che penso a riguardo.

Io credo che ognuno di noi debba e possa esprimere la propria opinione su alcuni argomenti, ovviamente nel modo adeguato. Io nei miei video critico molto questo paese ma non ho mai offeso nessuno.. Qualche volta capita che prenda in giro i brasiliani per alcuni loro atteggiamenti, ma é senza cattiveria. È solo un modo per mostrare la differenza di abitudini e di costume tra i nostri due popoli. Evidentemente questo mio modo di fare dá fastidio a qualcuno, ma come ho detto nel video non posso farci niente. Non posso piacere a tutti, quindi se qualcuno trova i miei video troppo negativi o di cattivo gusto é libero di andare altri canali piú consoni alle sue idee in merito.

Non che questo video possa risolvere qualcosa. Troveró ancora molti brasiliani dove mi criticheranno e offenderanno, ma come ho detto la cosa non mi preoccupa. Quindi se é questo il vostro modo di fare continuate pure. In ogni caso le cose per me non cambieranno. Io diró sempre quello che penso.

Questo é il link di Amazon dove potrete trovare il libro di Brasil-Italia:
https://goo.gl/lfmS5n

Iscrivetevi nel canale!

 
Continue reading

domenica 9 luglio 2017


de Bárbara Libório

Houve um tempo, não muito distante, em que o brasileiro era conhecido pela alegria e pelo otimismo, apesar das adversidades. O Carnaval, o futebol, as belezas naturais, ainda que formassem um clichê até certo ponto irreal do País, eram motivos suficientes para manter a autoestima nacional nas alturas. A imagem de um povo feliz e irreverente, no entanto, ficou para trás. Se em 2002 84% dos brasileiros afirmavam sentir mais orgulho do que vergonha do país, hoje os ufanistas são apenas 50% da população. Uma pesquisa recente do Instituto Datafolha revela que 47%, quase a metade dos brasileiros, têm mais vergonha do que orgulho do Brasil. A escalada da corrupção, da violência e a crise política e econômica deixam a “luz no fim do túnel” cada vez mais fora do campo de visão. Pouco mais de um ano antes das eleições presidenciais de 2018, os brasileiros se sentem órfãos de lideranças — um sintoma de que ainda estamos longe de recuperar a confiança de tempos atrás. Se há uma boa notícia nesse cenário sombrio, é que ele tem tudo para ser passageiro. Seu desfecho inevitável será uma nação mais justa e menos corrupta — e certamente mais feliz, como nos velhos tempos.

A onda de descrença nos políticos avança desde 2005, com a revelação do escândalo do Mensalão, e se acentuou em 2014, com o início da operação Lava Jato. O esquema de corrupção, lavagem e desvio de dinheiro para campanhas eleitorais envolvendo a Petrobras, grandes empreiteiras e políticos pode chegar ao valor estratosférico de R$ 42 bilhões, ao mesmo tempo em que a oferta de serviços públicos, como segurança, saúde e educação, que constitucionalmente cabem ao Estado, beira o caos. Fora de controle, a violência no Brasil mata mais que a guerra na Síria. No ranking global da felicidade, divulgado pelas Nações Unidas em março, o Brasil caiu cinco posições e passou para o 22º lugar. A queda foi a segunda consecutiva: no período de 2013 a 2015, o País passou de 16º para 17º. Até o Carnaval do Rio de Janeiro, símbolo máximo da alegria nacional no exterior, esteve ameaçado: a liga das escolas de samba suspendeu os desfiles de 2018 assim que o prefeito Marcelo Crivella reduzir pela metade a verba para a entidade. Depois de muita discussão, as escolas irão para a avenida, dessa vez sem a costumeira euforia.
Os cortes nos orçamentos de municípios, estados e governo federal são resultado direto da queda na arrecadação, após mais de três anos de recessão na economia. Essa é a face da crise que mais impacta na falta de perspectiva da população brasileira.

Ainda que a inflação tenha dado trégua, o desemprego recorde assusta: são mais de 14 milhões de desempregados no País, muitos sem renda há meses. Até quem já construiu bons currículos profissionais e acadêmicos se viu obrigado a mudar de área ou buscar novos caminhos. A publicitária Adriana Galante, 29, trabalhou durante três anos no setor comercial de uma grande empresa de comunicação. Há um ano e meio, foi demitida. Desde então ela paga as contas como pode: faz eventos, busca trabalho em outras áreas e passou a vender acessórios femininos. “A gente sente a ansiedade de não saber como vai ser no mês seguinte, bate um desespero”, conta. O jeito, segundo ela, é se reinventar. “Quem tem veia empreendedora vai atrás disso ainda que seja informalmente. Quem tem formação em uma área busca novos nichos.”

Até o jeito de consumir do brasileiro mudou. A demanda por crédito, por exemplo, diminuiu com o medo do desemprego e da crise. O deslumbramento do auge do crescimento econômico acabou, e a mudança parece ter vindo para ficar. “Hoje o consumidor radicalizou mais a relação custo e benefício. Eles pensam melhor se de fato precisam daquele produto”, afirma Renato Meirelles, presidente do Instituto Locomotiva, de pesquisas de opinião. O processo de compra também está diferente. “Estamos assistindo ao crescimento de economia compartilhada e dos produtos de segunda mão”, diz Meirelles. “Antes você usava o carro usado na entrada do carro novo, agora as pessoas fazem isso até com o celular”.

Assalto e sequestro

O desencanto tem levado muita gente a tentar a vida em outro país. O número de declarações de saídas definitivas do Brasil, segundo a Receita Federal, já bateu recordes em 2017: são mais de 20,4 mil até junho, enquanto em todo o ano passado foram 20,3 mil. Osmair Fernandes Victor, 49, é um dos que optaram pela mudança. Ele embarcou rumo a Chicago, nos Estados Unidos, na segunda-feira 3, acompanhado da mulher e do filho de 13 anos. “O principal motivo é a possibilidade de uma qualidade de vida melhor”, diz. “Aqui, me sinto inseguro em deixar o meu filho sair da rua, já passei por mais de uma situação de assalto e sequestro relâmpago”. Victor, que até então era consultor empresarial, vendeu seu apartamento no Brasil e há dois anos vem planejando a mudança e a abertura de uma franquia em Chicago. “Por mais que aqui eu tenha uma situação econômica boa, eu não saio mais de casa, não consigo usufruir do dinheiro.”

Diante desse cenário, fica a sensação de que o momento da mudança é inadiável. “Não dá mais para as pessoas fingirem que está tudo bem ou que os problemas são poucos”, afirma Renato Janine Ribeiro, filósofo e professor da Universidade de São Paulo. “A prisão dos empresários de ônibus no Rio de Janeiro, por exemplo, mostra que em 2013, quando as pessoas lutaram pelos R$ 0,20, brigaram contra um sistema em que muitas vezes o aumento da passagem está ligado diretamente à corrupção de empresários e políticos.” Talvez por isso, ambos — empresários e políticos — estejam tão em baixa entre os brasileiros: segundo dados do Instituto Locomotiva, 84% da população não sabe dizer o nome de alguém que possa tirar o País da crise, e 78% não sabem citar o nome de alguma empresa que esteja ao seu lado nesse momento.

Boa parte da desesperança brasileira reflete o que se vê no Congresso. Na Câmara dos Deputados, dos 513 parlamentares que ocupam cadeiras, 144 devem explicações ao Supremo Tribunal Federal — 13 deles acumulam 100 inquéritos e ações penais no STF. Desde 1988, quase todos os presidentes da Câmara estiveram envolvidos em escândalos de corrupção. O atual presidente, o peemedebista Rodrigo Maia, responde a dois inquéritos por ter recebido dinheiro da Odebrecht. Os dois antecessores de Maia, Eduardo Cunha e Eduardo Henrique Alves, ambos do PMDB, estão presos, acusados de corrupção e lavagem de dinheiro. No Senado, a situação não é melhor: em maio de 2016, um terço dos senadores respondia a alguma acusação tribunal. O caso mais recente é o do tucano Aécio Neves. Aécio, que chegou a ser afastado do Senado, mas já voltou a ocupar seu cargo, foi envolvido na mesma delação (a do empresário Joesley Batista, dono do frigorífico JBS) que ameaça o presidente Michel Temer. O presidente foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República por corrupção, mas também é investigado por obstrução de Justiça e formação de organização criminosa — cabe à Câmara dos Deputados aceitar ou não a denúncia do procurador Rodrigo Janot.

Para muitos, a operação Lava Jato, que já efetuou mais de 198 prisões em três anos, é a principal esperança para garantir que a corrupção sistêmica no Brasil não permaneça impune. Mas a operação parece agora estar sob ataque.

Um Congresso de acusados

De cada três integrantes da Câmara dos Deputados, um é alvo de inquérito ou ações penais

Desde a nomeação do novo ministro da Justiça, Torquato Jardim, havia o medo de interferência na investigação. Em um primeiro momento, Jardim não descartou a troca de Leandro Daiello no comando da Polícia Federal. A mudança não ocorreu, mas, na quinta-feira 6, a direção da PF adotou uma medida que enfraquece a força-tarefa no Paraná: decidiu integrar os grupos de trabalho dedicados às operações Lava Jato e Carne Fraca. Isso significa que delegados que antes eram exclusivos da operação referente à Petrobras agora passarão a trabalhar em outros casos. A PF garante que o atual efetivo está adequado à demanda e será reforçado em caso de necessidade. A medida ocorre depois da transferência para outros estados de três dos principais delegados da força-tarefa: Érika Malena, Márcio Anselmo e Luciano Flores.

A corrupção não é um problema exclusivamente brasileiro. “No ranking global de transparência ficamos na 79ª posição, mas em relação aos BRICS temos a mesma pontuação de China e Índia, ficamos acima da Rússia e só perdemos para a África do Sul”, afirma o cientista político Antonio Lavareda. “Nos Estados Unidos, projeções dizem que os crimes de colarinho branco significam algo entre US$ 250 bilhões e US$ 1 trilhão por ano, o que é muito dinheiro para um país que já teve uma série de iniciativas ao longo do tempo para reduzir a corrupção.”

Os especialistas concordam que a crise pode ser para o Brasil o momento de virada de página. Na política, é hora de pensar no novo. “Essa crise é benéfica para a alteração das estruturas de poder no Brasil”, afirma o jurista Modesto Carvalhosa. “Nós temos a chance de criar um movimento unido e indicar novos quadros para o preenchimento das assembleias legislativas, do Congresso, do quadro de governadores e da própria presidência com nomes inteiramente diferentes”. A França, que recentemente empossou Emmanuel Macron como presidente e reelegeu apenas 140 dos 345 deputados que tentavam um novo mandato, pode ser uma inspiração. “Devemos ser capazes de eleger gente nova e desconhecida, o que vem ao encontro de uma tendência mundial, a de acabar com o profissionalismo político.”

R$ 2.023.949,28 é o valor que cada deputado custou aos contribuintes em 2016

“Somos corruptos”

Para os brasileiros, a redenção tampouco está fora da política. Dados do Instituto Datafolha mostram que entre os jovens a percepção sobre o País é negativa: 90% dos brasileiros de 14 a 24 anos avaliam a sociedade como pouco ou nada ética. Nem mesmo amigos ou familiares se salvam: 74% e 54% os acham pouco ou nada éticos, respectivamente. “Os brasileiros reconhecem que, como sociedade e indivíduo, somos corruptos”, afirma Lavareda. “A sociedade sonega, corrompe os agentes públicos no dia a dia e tem uma absoluta compulsão por levar vantagem nas mais diversas situações, então é importante que nesse momento de crise seja feita também uma reforma de valores.”

155 dos 513 deputados devem explicações ao Supremo Tribunal Federal

Um bom sinal de que as mudanças estão por vir é o crescente número de brasileiros que acredita e trabalha pela renovação da política brasileira. Beatriz Pedreira, 31, faz parte de dois projetos nessa direção. Em um deles, o Update Politics, ela mapeia iniciativas de inovação política na América Latina. Em uma das ações, ela e seus três sócios querem acompanhar as eleições no México e na Colômbia e trazer ao Brasil ideais edificantes. “Nós olhamos os movimentos da América Latina como inspiração”, afirma. “Queremos aproximar essas iniciativas e fazer as pessoas verem que as coisas não dão certo só porque acontecem na Dinamarca, por exemplo”. O outro projeto, o Jogo da Política, é voltado para a educação cívica. O conjunto de três jogos que simulam os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário leva os jovens a vivenciarem situações cotidianas das três áreas. “As pessoas querem fazer diferente mas não sabem como chegar a isso”, diz Beatriz. “Existe o despertar, mas precisamos fazer um esforço maior para divulgar as iniciativas nesse sentido”.

Para os especialistas, o importante é não permitir que o cinismo se enraíze. Caso contrário, o País pode se deparar com dois cenários: a alienação e o afastamento cada vez maior da população das atividades políticas — o nível de abstenção nas eleições de 2014 já foi o maior desde 1998 -, ou o embarque em discursos extremistas com forte teor emocional. Ambos passam ao largo da imagem de nação feliz que o brasileiro sempre se orgulhou de ostentar. Fazer o Brasil voltar a sorrir como sempre só depende de nós, de como iremos votar e cobrar quem elegermos.

13 deputados acumulam 100 inquéritos e ações penais no STF

R$ 1 bilhão por ano é o custo da remuneração dos 513 deputados federais somados

19  dos 26 partidos  políticos com assento na Câmara são alvo de

323 inquéritos e ações penais

34 senadores são acusados de crimes

Fonte: ISTOÉ
Continue reading

sabato 8 luglio 2017


Una persona aveva lasciaro un commento in un mio video chiedendomi informazioni sulla Bolsa Família. Allora ho pensato che potesse essere utile fare un video parlando proprio di questo argomento.. Non sono entrato nei dettagli tecnici, per esempio non ho raccontato come é nata, la politica che c'era dietro o cosa bisogna fare per poterla ricevere. Ma mi sono concentrato piú che altro sulle cose pratiche, come quanto si riceve e chi la puó richiedere. Come sempre s'imparano tante cose anche non volendo, per esempio non sapevo che il governo avesse stabilito un limite massimo di quanto una famiglia possa ricevere. Quindi la famosa storia che, specialmente nel Nord-Est, molte famiglie preferiscono non lavorare e fare molti figli per vivere solo di Bolsa Familia sembra che sia una sciocchezza. E anche qui pongo la stessa domanda che ho fatto nel video: in Italia come funzionano queste cose? Esistono aiuti sociali per le famiglie o persone povere? Quanto prendono? Se qualcuno potesse rispondere a queste domande gliene sarei molto grato. Buona visione!


 
Continue reading

giovedì 6 luglio 2017


In un video precedente avevo accennato al fatto che era possibile vedere i programmi della Rai o della Mediaset senza usare programmi esterni, come Kodi per esempio, ma solo installando una piccola estensione di Chrome. Alcune persone mi avevano scritto dicendo di non aver capito molto bene come fare, quindi ho pensato che potesse essere utile preparare un video mostrando, passo a passo, come installare questa estensione e come usarla.

Io ribadisco il fatto che queste restrizioni geografiche che alcuni siti impongono sono una gran cretinata. Per quale motivo io, italiano che vive all'estero, non posso vedere i canali della Rai italiana, mentre un italiano che vive in Italia, avendo giá la televisione in casa, li puó vedere senza problemi? È stupido questo. Ma per fortuna si trova sempre un modo, legale, per risolvere questo piccolo problema.

P.S. Guardate bene come ragiona la Rai: avevo pubblicato all'inizio il video dove mostravo, per alcuni secondi, un programma di Rai 3, proprio per mostrare che questa estensione funzionava. Immediatamente la Rai ha bloccato il mio video, quindi ho dovuto eliminarlo, sfocare la parte "incriminata" e pubblicarlo di nuovo. Non é stupido questo loro atteggiamento?

Continue reading

sabato 24 giugno 2017


Come ormai saprete io ritengo il Brasile uno dei paesi piú cari al mondo. Abbiamo visto quanto costa una macchina, o quanto si spende in pizzeria e il prezzo di una macchina fotografica o di un notebook. Per non parlare poi dei prodotti alimentari, cari come il fuoco e di bassa qualitá! Ma anche quelle piccole cose che usiamo tutti i giorni, come il sapone da barba, le pile o lo shampoo per i capelli non scappano da questa assurditá "economica". In questo video parleró proprio di questo e mostreró, ancora una volta, come vivere in Brasile sia un'impresa difficile se non si dispone di un'ingente quantitá di denaro. Buona visione!

Continue reading

lunedì 19 giugno 2017


Quanto guadagna un cuoco, un meccanico o un ingegnere in Brasile? Come sono gli stipendi, piú alti che in Italia o uguali? Con questo video cercheró di rispondere a queste domande. Ho mostrato alcuni stipendi medi di alcune professioni, ma sono dei dati molto approssimativi. Lo stipendio reale dipende da molti fattori, primo fa tutti il livello d'esperienza. un "senior" guadagna molto piú di un "junior", pur facendo lo stesso lavoro. Peró per chi vuole avere un'idea penso che possa andare bene. Buona visione!

Continue reading

lunedì 12 giugno 2017


Ciao a tutti. In questo video, che in qualche modo é una specie di test (per altro non uscito bene) mostreró alcuni stereotipi di noi italiani. Penso che ognuno di noi, pur non vivendo all'estero, abbia almeno una volta sentito alcune di queste frasi. Ma a differenza di altre "critiche" o preconcetti, questi non sono sgradevoli. Anzi, io li trovo simpatici. Lasciamo pure che gli stranieri ci vedano come vogliano. Noi italiani sappiamo come siamo, e ne siamo orgogliosi.

Buona visione!

Continue reading

martedì 6 giugno 2017


In questo video vi porteró in uno dei cimiteri di Sorocaba, quello di Consolação. L'idea é sempre quella, cioé mostrare aspetti del Brasile che pochi conoscono, e il cimitero penso che sia uno dei posti meno frequentati dai turisti, ma anche dai brasiliani stessi. Buona visione!

Continue reading


Come qualcuno forse avrá notato, ultimamente non sto pubblicando niente di nuovo. Per "nuovo" intendo un post scritto da me, non un articolo di giornale o un video. Il problema é che solo a sentire la parola "politica" mi viene la nausea, considerando quello che avviene qui in Brasile. Di economia non me ne intendo molto, quindi prima di scrivere cazzate preferisco, come dicono qui, "ficar calado". Cronaca? Qui gli argomenti non mancano, ma sono stanco di parlare di morti, omicidi, stupri e altre cose che fanno accapponare la pelle, o peggio ancora, a domandarsi "ma dove cazzo sono finito?".

Quindi per il momento posto qui alcuni video del mio canale, almeno guardando la mia faccia da pirla possiamo farci due risate :)

Il video in questione é solo un aggiornamento su due fatti che mi sono successi. Uno riguardante alcuni esami medici che dovrei fare, l'altro su un problema che sto avendo con la CPFL, la societá dell'energia elettrica di Sorocaba. Buona visione!

Continue reading

lunedì 29 maggio 2017


Ah... la comida! Uno degli argomenti piú amati di noi italiani, e in questo blog ne parlo molto. Qui in Brasile non si mangia male, specialmente nei vari ristoranti. Ma nelle case "normali" dei brasiliani forse ci sarebbe qualcosa di dire. Il loro metodo di cucinare e di mangiare non possiamo certo dire che sia dei migliori. Per questo, pur non essendo un cuoco famoso, mi sono sentito in dovere di dare alcuni piccoli e semplici consigli per migliorare le loro qualitá culinarie. Cose di poco conto, forse di poca importanza, ma che se messe in pratica forse la loro salute e, sicuramente, la qualitá dei loro piatti, diventerebbe un pochino migliore.


Continue reading

mercoledì 24 maggio 2017



Chi é Lambrenedetto XVI? Anche se alcuni ancora non lo conoscono é un personaggio famoso. Ha un canale su YouTube dove, nei suoi video, mostra la vita reale in Germania ma anche di altri paesi. Posso dire, senza vergogna, che dovrei prendere esempio dai suoi video e fare qualcosa di simile, anche perché, mene o male, parliamo degli stessi argomenti, anche se di paesi diversi.


Ma aldilá di essere un "grande" mi da l'impressione che sia anche molto "furbo", dove trova ogni scusa immaginabile per fare dei video (e avere cosí tante visualizzazioni) e per denigrare l'Italia e gli italiani che ci vivono. In questo video diró quello che penso di questo personaggio, sempre col dovuto rispetto ma sempre a modo mio. 

Questo é il link del canale di Lambrenedetto:

https://goo.gl/f0mFRA


Continue reading

domenica 21 maggio 2017


Ci sono persone che scelgono di vivere in Brasile perché si sono innamorati di questo paese. Altri invece vengono qui per investire o per lavorare. Io non rientro in nessuna di queste categorie. Io sono in questo paese solo per poter vivere con mia moglie. Pentito della mia scelta? Assolutamente no. Sappiamo tutti che in questo paese ci sono molte cose che non vanno ma é stata una scelta ponderata e, a mio parere, giusta.

Spiegare i vantaggi di vivere in Brasile o nel mio piccolo paesino in Italia non é facile per me, per il semplice fatto che non vedo grandi benefici nel vivere qui. E per rispetto di mia moglie, brasiliana, non ho mai voluto entrare in questo argomento. Ma penso che sia giusto spiegare il mio punto di vista e dire quello che io penso su una questione cosí delicata.

Voglio sottolineare che in questo video io parleró della mia situazione, delle mie idee e pensieri. Ci sono italiani che qui sono felici e che mai penserebbero di tornare nel loro paese natale. Ma ognuno di noi é diverso e ha una diversa versione della vita. Buona visione!

Continue reading

sabato 13 maggio 2017


Ordem e Progresso. Questo é il motto della bandiera brasiliana. Due belle parole, specialmente se riguardano una nazione. Ma che tipo di ordine e progresso esistono in Brasile?



P.S. Questo video ha creato molti problemi. Qualcuno si é offeso per aver, in qualche modo, oltraggiato la bandiera nazionale brasiliana, ma sia la foto che ho usato sia il "lemma" usato sono reperibili senza problemi su internet, non é una cosa che ho inventato io. Poi qualcuno ha denunciato a Youtube questo video asserendo che contiene scene violente, cosí mi é stato bloccato e demonetizzato. Ma non importa, Le scene che ho inserito, anch'esse di dominio pubblico su internet, sono solo alcuni esempi di ció che avviene regolarmente in Brasile. Se qualcuno si é offeso o rimasto scioccato non é certo per colpa mia.



Continue reading

domenica 30 aprile 2017


Quante volte ci siamo sentiti dire che noi italiani siamo sporchi e maleducati? Personalmente io un'infinitá di volte. Ma ho trovato un video, grazie al mio amico Dario, in cui, secondo l'autrice, noi italiani abbiamo dei difetti che mai potevo immaginare. Ovviamente ha ricevuto un sacco di elogi dai suoi connazionali su quanto ha detto (anche se qualcuno ha cercato di rispondere a tono, ma anche lui bastonato a sua volta). Allora, invece di rispondere a lei direttamente, tanto sarebbe stato inutile, ho preferito fare un video anch'io dando la mia opinione su questi enormi nostri difetti, queste cose di noi italiani che fanno cosí inorridire i poveri brasiliani. Buona visione!

P.S. Questo é il link del video di "De batom na Italia":

https://goo.gl/JbeFGs


Continue reading

martedì 25 aprile 2017


Quante colte ci siamo sentiti dire che noi italiani siamo sporchi, volgari, maleducati e altre offese piú o meno simili? In questo video, fatto per il canale di mia moglie, ho cercato di sfatare un poco questi miti che molti brasiliani ancora credono. Essendo per mia moglie ho cercato di essere diplomatico senza offendere nessuno, ma quando si tratta di questo argomento vi assicuro che non é facile. Il video é ovviamente in portoghese, ma non credo che sia un problema. Buona visione!

Continue reading

domenica 23 aprile 2017


Questa é la seconda parte di questo argomento cosí importante e discusso. In questo video racconteró le mie esperienze personali sulla sanitá pubblica brasiliana per chi, come me, non ha un plano de saude. Vedremo come fare una visita dal medico o degli esami e parleró di alcune situazioni, potremmo dire drammatiche, cje mi sono successe in questi anni. Qualcuno potrá dire che sono stato solo sfortunato, ma sappiamo benissimo che non é cosí. Purtroppo la sanitá in Brasile funziona in questo modo. E quello che fa rabbia é che trovo molte persone, italiani e brasiliani, che affermano che anche in Italia succedono queste cose, e forse é anche peggio. Io queste persone le lascio parlare. Se la loro ignoranza é tale non serve dire niente, tanto sempre ignoranti rimarranno. In ogni caso buona visione.

Continue reading


Come ho scritto nel post precedente Sorocaba non offre molte attrattive turistiche, ma in ogni caso é la cittá dove vivo, e siccome non ho la possibilitá di viaggiare e di mostrare altri luoghi di questo paese...

Qui a Sorocaba esistono numerosi parchi, ma penso che il Parque da Agua Vermelha, pur essendo piccolino, sia il piú bello di tutti. Niente a che vedere col Giardino di Boboli di Firenze. é ovvio, ma é un bel posto per passare un pomeriggio tra la natura e per rilassarsi un poco. Buona visione!

Continue reading


Sorocaba non é brutta come città. Il problema é che é una città brasiliana, quindi con poche cose interessanti da vedere. Perdipiú, essendo una cittá del interior, quindi senza mare o zone turistiche, la scelta di cose da mostrera si fa sempre piú difficle. E come se non bastasse é una cittá industriale, quindi non aspettatevi molto da quello che vedrete. Poi bisogna tenere presente che il centro della cittá in pratica é come se fosse uno Shopping all'aria aperta. Troverete solo un'infinitá di negozi e qualche lanchonete, quelle immancabili ovviamente. In ognicaso buona visione!

Continue reading

sabato 15 aprile 2017


In questo video cercheró di spiegare, a chi ancora non lo sapesse, un'operazione della Policia Federal su uno scandalo gigantesco a opera delle maggiori industrie alimentari di carne del Brasile, chiamata appunto "Operação Carne Fraca". Dire che si rimane sconcertati da quanto é successo é dir poco, anche per chi, come me, vive in Brasile da anni é conosce il livello di corruzione di questo paese.

Continue reading


In questo primo video parleró di quello che avviene quotidianamente nei vari ospedali brasiliani. Purtroppo ho dovuto eliminare alcuni servizi di un'emittente brasiliana che avevo inserito, altrimenti la SBT avrebbe potuto anche processarmi. In ogni caso lasceró qui i link dei vari servizi menzionati nel video. In questo modo chi avrá interessa potrá rendersi conto di cosa sto parlando.

Video 1: https://globoplay.globo.com/v/3874030/
Video 2: https://globoplay.globo.com/v/4148244/
Video 3: https://goo.gl/6HNFJM
Video 4: https://goo.gl/kzTSYM
Video 5: https://youtu.be/7HDCiJD29p4
Video 6: https://youtu.be/rxWEaFj7Y9M
Video 7: https://goo.gl/ZHYr46

Continue reading


Qui c'é da ridere! I commenti che ho ricevuto sono stati molti, alcuni interessanti, altri amichevoli ma molti anche offensivi. La cosa non mi ha mai preoccupato, anzi, da una parte me l'aspettavo. È normale che, se uno straniero critica un paese e i suoi abitanti, qualcuno si arrabbi per questo. Ma il bello é che i commenti peggiori non li ho ricevuti in cose dette da me, ma da articoli brasiliani che trovavo online. Quindi se un giornale brasiliano critica il proprio paese va bene, se io riporto tale critica lo stronzo sono io. Ma cosí va il mondo. Come dicono qui, não ligo.


Continue reading


No, non sono diventato presuntuoso, ma mi é parso giusto condividere con voi alcune cose personali, qualche piccola curiosità della mia vita. Non so se possa interessare a qualcuno, peró quel giorno mi sentivo forse piú socievole, piú pronto ad aprirmi, cosa per me molto difficile. Sei lá... io il video l'ho fatto, a voi la scelta di vederlo o no.

Continue reading


Quanto si paga di acqua in Brasile? E di luce? Bene, in questo video mostreró quanto IO pago, perché i prezzi possono variare da Stato a Stato. Peró penso che si possa avere un'idea di quanto si paghi qui, perlomeno nello Stato di São Paulo. Buona visione!


 
Continue reading

domenica 9 aprile 2017


In questo video vi mostreró, per cosí dire, alcuni modi di dire brasiliani e alcune parole che possono trarre in inganno molti italiani. È solo un esempio, perché di modi di dire ce ne sarebbero penso a migliaia, e bisogna anche considerare che variano da Stato a Stato. Ma é solo par dare un'idea :)


Continue reading

domenica 19 marzo 2017


Tanto! Questa é la risposta piú sintetica ma anche piú vera. Mangiare italiano in Brasile costa molto. E per mangiare italiano non intendo la classica cucina mediterranea, ma proprio comprare alcuni prodotti che si trovano comunemente in tutti i supermercati italiani, come la pasta Barilla, la mozzarella o una bottiglia di vino. Alla fine uno é costretto a rassegnarsi e ad adeguarsi alla vita in Brasile, usando alcuni ingredienti che si trovano qui e, come dico sempre, imparando a cucinare.

Buona visione!


Continue reading

martedì 14 marzo 2017


Ho trovato questo elenco in un sito brasiliano. Non ho idea chi lo abbia scritto. Secondo loro sono 35 cose che i turisti hanno notato in questo paese. In effetti molte sono vere, peró quando trovo qualcosa di anonimo, non ben definito, mi puzza un po' il naso. In ogni caso questo é l'elenco.

  1. No Brasil, ninguém nunca chega na hora certa, se você marcar as 18:00 com alguém, pode ter certeza que ele vai chegar lá pelas sete e meia e vai culpar o trânsito. A novela das 7 começa as 8 e das oito começa as 9, tudo sempre começa com no mínimo 10-15 minutos de atraso. [VERO]
  2. Ninguém paga em dinheiro, quase todo mundo prefere usar cartões de crédito e de débito. Mas se você decidir pagar em dinheiro, esteja preparado para o fato de que nunca têm troco e vai ficar sem alguns centavos ou/e receberá em balas. [VERO]
  3. Os moradores da maior cidade do país, São Paulo, gastam ao menos 2 a 3 horas em um trânsito horrível e alguns tem mais de um carro para burlar o rodízio de placas. [VERO]
  4. Os brasileiros adoram usar um chinelo de borracha chamado Havaianas. Mesmo em restaurantes caros e boates podem ser encontrados nos pés das pessoas. [VERO]
  5. O guaraná (um refrigerante local feito do fruto do guaraná da Amazônia) é mais popular que e Coca-Cola. [VERO]
  6. O cumprimento “Como está você?” deve ser sempre respondido com “Tudo bem, e você?”, mesmo se o dia não estiver sendo nada bom. Por pior que seja só responda: “Beleza!”. [VERO]
  7. Você não vai encontrar macacos nas ruas brasileiras, como na maior parte do mundo eles podem ser somente vistos em zoológicos. [E PERCHÉ DOVREI TROVARE DELLE SCIMMIE PER STRADA? BOH!]
  8. As ruas são muito perigosas, por isso nunca se arrisque a andar em becos escuros. Nem deixe as crianças caminharem sozinhas nas calçadas. [VERO]
  9. Todos, mesmo os muito pobres, sempre tem alguém em casa que faz a faxina e prepara as refeições. [QUESTA NON L'HO CAPITA]
  10. Nas casas é muito difícil encontrar um tapete no chão e papel de parede nas paredes. Tapetes nas paredes, é claro, mais difícil ainda. [VERO, MA AL POSTO DI CARTA DA PARATI IO AVREI DETTO QUADRI]
  11. A alimentação diária do brasileiro não é muito variada: arroz, batata frita, feijão cozido, salada e carne assada duas vezes por dia todos os dias. [VERO]
  12. Nas ruas de todas as cidades sempre encontramos um monte de mendigos e vagabundos, inclusive de jovens saudáveis que não sentem nenhuma vergonha de praticar ato tão vergonhoso. [QUESTA NON MI È PIACIUTA]
  13. Os brasileiros são pessoas muito falantes, alegres e sociáveis; falam pelos cotovelos com qualquer um, inclusive desconhecidos, em lojas e transportes públicos, com ou sem motivo aparente. [VERO]
  14. Os brasileiros adoram cerveja e cachaça (vodka de cana-de-açúcar). [VERO]
  15. Os preços de todos os produtos importados no Brasil é de 2 a 3 vezes maior do que em todos os outros países, um verdadeiro roubo, porque o governo cobra entre 70% – 100% sobre todas as mercadorias importadas. [VERO]
  16. O Brasil ainda tem 10% de pessoas que não sabem ler e escrever, e cerca de 30% da população são analfabetos funcionais (não conseguem entender a informação que leem). [NON SO SE LE PERCENTUALI SONO GIUSTO MA PURTROPPO È VERO]
  17. Os brasileiros gostam de tomar café a qualquer hora do dia e da noite, até mesmo crianças pequenas podem beber o café desde a mais tenra idade. [PENSO CHE NOI ITALIANI SIAMO PEGGIO IN FATTO DI CAFFÈ]
  18. Todos os doces no Brasil, são 2 ou 3 vezes mais doces que aqueles que estamos acostumados. [VERO]
  19. As atividades favoritas do brasileiro padrão são: assistir o futebol com os amigos, tomando cerveja; churrasco no domingo regado a muita cerveja; sol e praia com mais um monte de cerveja. [HA DIMENTICATO "ANDARE ALLO SHOPPING"]
  20. O feriado mais importantes do ano é o Natal. Ano novo não é particularmente acentuado. [PENSO CHE LA FESTA PIÙ IMPORTANTE SIA IL CARNEVALE]
  21. A maioria dos brasileiros são católicos, cerca de 70% da população, vão a missa uma vez por semana para falar mal da vida uns dos outros. [VERO]
  22. O café da manhã tradicional brasileiro é o pão com manteiga ou com uma fatia de queijo e presunto e uma xícara de café ou café com leite. [VERO]
  23. Os brasileiros não gostam muito de carne de porco, não por causa de crenças religiosas, mas porque erroneamente acham que é pesada, difícil de digerir e que pode causar algum tipo de doença. [VERO]
  24. No sul do Brasil, há uma espécie de colônia europeia de loiros de olhos azuis. Nem todos os brasileiros tem cabelos escuros e pele bronzeada ou escura. [VERO]
  25. A parte mais cobiçada do corpo feminino no Brasil é a bunda. Quanto maior, melhor. [VERO]
  26. Por causa dos preços elevados, mesmo para produtos de primeira necessidade, alguns brasileiros fazem compras com cartão de crédito em parcelas de 2-3 vezes. É muito comum o parcelamento em lojas de departamento que vendem produtos em 6 a 12 vezes. [VERO]
  27. Falar inglês no Brasil não ajuda em nada, muitas vezes até atrapalha. [VERO]
  28. Os brasileiros são verdadeiros patriotas que amam seu país maravilhoso abençoado por Deus e bonito por natureza. Camisetas verdes e amarelas e bandeiras do Brasil sempre fazem parte do guarda-roupa de todo brasileiro. [NON SONO D'ACCORDO]
  29. A maioria absoluta dos casais têm filhos, uma média de dois por casamento. [VERO]
  30. Apesar do grande número de pessoas pobres, problemas sociais, políticos corruptos; os brasileiros são uma das nações mais felizes do planeta. [VERO]
  31. Durante o carnaval o país inteiro festeja. O carnaval é um feriado nacional. [VERO]
  32. A maior colônia japonesa fora do Japão está em São Paulo (Bairro da Liberdade). [VERO]
  33. Os brasileiros são muito temperamentais e ciumentos. Muito ciumentos mesmo, portanto cuidado ao flertar com mulheres acompanhadas! [VERO]
  34. Os brasileiros são muito ligados às suas famílias e continuam mantendo relações muito fortes com familiares, mesmo distantes (tios, tias, primos e irmãos). [VERO]
  35. As brasileiras são realmente gostosas. [PARZIALMENTE D'ACCORDO]
Fonte: UHULL
Continue reading