Adbox

giovedì 11 dicembre 2014

Brasil tem maior número absoluto de homicídios


O Brasil tem o maior número absoluto de homicídio do mundo e, de cada cem pessoas que são assassinadas por ano no planeta, cerca de 13 são registrados no País. Os dados fazem parte do primeiro levantamento realizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a violência e que revela a dimensão do problema em todos os continentes.
Segundo a OMS, o total de homicídios no mundo chega a 475 mil. Em números absolutos, o Brasil é o líder no ranking, com uma estimativa de 64,3 mil homicídios em 2012.
O País é seguido por 52 mil homicídios na Índia, 26 mil no México, 20 mil na Colômbia, 18 mil na Rússia e na África do Sul e 17 mil na Venezuela e nos Estados Unidos.
Os números da OMS, porém, são bem superiores ao que o governo brasileiro forneceu à entidade, com respeito a 2012. Segundo os valores oficiais, foram 47,1 mil homicídios naquele ano, com uma taxa de 24,3 incidentes para cada cem mil pessoas.
Mas a entidade decidiu realizar um "ajuste", considerando a qualidade dos números fornecidos pelo Brasil. A OMS considerou que os números fornecidos pelo Ministério da Saúde teriam de ser incrementado em cerca de 18% para estar no mesmo nível dos registros da polícia brasileira. Para completar, a entidade estimou que outros 17% de elevação teriam de ocorrer para cobrir o número de homicídios não registrados.
Proporção
Levando em consideração a dimensão do Brasil e de sua população, o País não ocupa a liderança. Mas, ainda assim, está entre os dez locais mais perigosos do mundo.
A taxa de 32 mortos para cada 100 mil pessoas é mais de cinco vezes superior à média mundial, de pouco mais de 6 homicídios para cada cem mil pessoas.
Considerando esse critério, o local com maior taxa de homicídio do mundo é Honduras, com 103,9 incidentes a cada 100 mil pessoas. O segundo lugar é a Venezuela, com 57 casos, contra 45 na Jamaica e 43,9 incidentes na Colômbia e em El Salvador.
Em todo o mundo, a OMS aponta para uma queda de 16% no número de homicídios entre 2000 e 2012. Mas, ainda assim, ele correspondente ainda ao terceiro maior fator para mortes de homens entre 15 e 44 anos.
Para a OMS, uma ação imediata precisa ser tomada e alerta que a violência é ainda generalizada, mesmo quando não há um homicídio. Uma de cada quatro crianças é fisicamente abusada, 20% das meninas foram violadas sexualmente e um terço das mulheres no mundo foi alvo de violência de seus parceiros.
Na avaliação da entidade, poucos países de fato implementam programas para coibir a violência. Apenas um terço dos 133 países avaliados implementa iniciativas dessa ordem. Apenas metade faz vigorar de fato leis contra a violência. 50% dos governos avaliados têm serviços para dar apoio a vítimas da violência.
"As consequências da violência em comunidades são profundas", alertou Margaret Chan, diretora-geral da OMS, que pediu nesta quarta-feira, 10, para que governos coloquem a prevenção como prioridade.
Fonte: Brasil Post
Show comments
Hide comments

16 commenti:

  1. Purtroppo peró sembra che qui in brasile nessuno ci faccia poi tanto caso a queste statistiche.
    Hai visto che é saltato fuori quel tizio che suppostamente ha ammazzato piú di 40 persone? Avranno mai fatto indagini su questi omicidi? Come é possibile che nessuno si sia accorto che si era in presenza di un serial killer? Mi sa che nemmeno le registrano queste morti, i numeri potrebbero essere molto peggiori di quelli citati!

    RispondiElimina
  2. Che i i casi di omicidio siano maggiori di quanto scrivano é sicuro. Purtroppo la gente col tempo si abitua a queste cose, e forse é anche a causa della indole brasiliana a non pensare troppo a ció che non va bene.

    RispondiElimina
  3. A dirla tutta credo che il Brasile sia tra i peggiori paesi in assoluto per vivere

    RispondiElimina
  4. si infatti mi sembra che sia proprio cosí

    RispondiElimina
  5. In effetti sembra proprio questo. Secondo alcuni peró questi omicidi avvengono solo tra bande di criminali o appartenenti a un ceto sociale molto basso. Per me queste sono tutte cazzate, perché in ogni caso non giustifica il livello di violenza di questo paese, e poi non é vero che si ammazzano solo tra loro. Qui é molto facile perdere la vita solo se ti assaltano e non hai soldi da dargli.

    RispondiElimina
  6. In effetti non é certamente uno dei migliori :(

    RispondiElimina
  7. Senza voler fare di tutta l'erba un fascio, perché l' enorme maggioranza del popolo é composta da bravissima gente, peró a me sembra che la violenza qui sia proprio nel dna di certe persone. Navigando in certi meandri di internet poco raccomandabili si trovano un sacco di video che vengono da questo paese, scene di torture, violenze, pestaggi, assalti, filmati anche da dentro le carceri dove succedono cose assurde e addirittura omicidi (ebbene si, ho visto anche questo, si filmano senza pudore ammazzando qualcuno e lo mettono online). Roba da far rabbrividire.

    RispondiElimina
  8. Franco,le cifre (ufficiali,la realta' e' peggiore)ci dicono che il Brasile e' in guerra civile permanente. Gli unici a non capirlo sono gli abitanti,la maggior parte dei quali ha la testa solo per la novela,la chirurgia plastica e la birra.
    Stefano

    RispondiElimina
  9. Le statistiche di diversi stati hanno un numero elevatissimo di "causa di morte non accertata" che servono a mascherare il vero dato sul numero di omicidi. La polizia fa il suo,non registrandone molti altri.Rispetto ai dati ufficiali (che gia' collocano il Brasile al primo posto garantito per altri 50 anni) bisogna aggiungere almeno un 30% addizionale.
    Stefano

    RispondiElimina
  10. Una cosa é certa: questi dati fanno veramente paura. Molti pensano che alcuni Stati dell'America centrale, tipo Messico o Honduras, siano piú violenti del Brasile ma i numeri dicono il contrario. E finché ci saranno leggi che, invece di proteggere i cittadini onesti sembra che facciano di tutto per tutelare i criminali (vedi per esempio la ridicola legge sulla "minoridade penal") qui si andrá sempre in peggio.

    RispondiElimina
  11. me ne é venuta in mente un'altra:
    la mania degli aquiloni, oltre a decorare i cieli (e incastrarsi tra i fili della luce, tralicci, tetti, grondaie e quant'altro restandoci per mesi "abbellendo" il panorama urbano) portano anche pericoli per i motociclisti che non é poi cosí raro si ritrovano con il collo tagliato e quando va male ci perdono anche la vita. Solo qui succedono ste cose :(
    come testimoniato qui : http://deckmelo.blogspot.com.br/2012/08/perigos-do-uso-do-cerol-nas-linhas-de.html

    RispondiElimina
  12. Bravo Dario, mi ero dimenticato di questo.

    RispondiElimina
  13. Una cosa che adoro qui in Brasile sono i ristoranti "coma á vontade". In pratica si paga una cifra fissa (io di solito pago sui 20 R$, bevande escluse) e puoi mangiare fino a star male!

    RispondiElimina
  14. Qui in Brasile le persone hanno l'abitudine di andare al Pronto Soccorso per qualunque piccola evenienza. Che sia una colica, un mal di pancia o un raffreddore piú o meno forte, loro non si fanno scrupoli e corrono al Pronto Soccorso.

    RispondiElimina