Adbox

giovedì 15 gennaio 2015

Brasil fica em penúltimo em ranking de competitividade

O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,brasil-fica-em-penultimo-em-ranking-de-competitividade,1619765O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,brasil-fica-em-penultimo-em-ranking-de-competitividade,1619765

Ma c'é qualcosa, oltre al samba e carnevale, in cui questo paese é forte?

O Brasil aparece entre os últimos países em competitividade para o ambiente de negócio, segundo o estudo Competitividade Brasil 2014, divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O País supera apenas a Argentina na quarta edição do ranking. "Esta é a quarta edição do estudo e, desde 2012, o Brasil se mantém na mesma posição na lista que, além da Argentina, inclui Colômbia, México, Polônia, Turquia, Índia, Rússia, África do Sul, Chile, China, Espanha, Austrália, Coreia do Sul e Canadá", registra o documento.


O trabalho revela a posição do Brasil em relação a 14 países nos fatores disponibilidade e custo da mão de obra e de capital, infraestrutura, peso dos impostos, ambientes macro e microeconômico, educação e tecnologia e inovação. 

De acordo com a pesquisa, o Brasil é último colocado no quesito disponibilidade e custo do capital, seguido pela Índia. "O País tem a mais alta taxa de juros real de curto prazo, de 9,7%5, e o maior spread da taxa de juros, de 19,6%, percentuais cerca de três vezes superior ao registrado na Colômbia", afirma a CNI.

No item "ambiente econômico", o Brasil caiu da 10ª para a 12ª colocação entre 2013 e 2014. O recuo ocorreu em função da piora do quadro econômico interno e da redução no investimento estrangeiro. "Nos demais países avaliados, o investimento estrangeiro direto aumentou. No México, por exemplo, a taxa passou de 1,08% para 2,80% do PIB", indica o estudo.

O peso dos impostos sobre a atividade econômica levou o Brasil a ficar na 13ª posição entre os 15 países pesquisados. Apesar da colocação, o País ultrapassou a Espanha nesse item da pesquisa.


O melhor desempenho do Brasil no ranking de competitividade é em disponibilidade e custo da mão de obra, com 4º lugar, atrás de México, Chile e Colômbia. A baixa produtividade do trabalhador é apontada pelo estudo como fator que impede o País de avançar nesse quesito. 

Fonte: Estadão
Show comments
Hide comments

2 commenti:

  1. Ma come non era O pais do futuro? Oltre a questo ormai l'economia e in stagnazione... e pensare che mia moglie mi rompe i coglioni dicendo:" A Itàlia esta estagnada"...
    Ultimi in classifica in competitività...

    RispondiElimina
  2. Penso che ci sia ancora molta gente col pensare che il Brasile sia ancora "o pais do futuro". A mio parere si é fermato giá alcuni anni fa.


    E noto che le mogli sono tutte uguali :)

    RispondiElimina