Adbox

mercoledì 6 marzo 2013

Maracanã, stadio o piscina?

Chuva forte alaga o Maracanã e faz Fifa cancelar inspeção ao estádio

As obras no estádio do Maracanã sofreram com a forte chuva que atingiu o Rio de Janeiro na manhã da última terça-feira. O local foi atingido por um grande alagamento, com máquinas submersas e muita água na área que abrigará o gramado. Devido aos estragos, uma visita técnica da Fifa e do Comitê Organizador Local (COL), agendada para esta quarta, foi cancelada.

Imagens aéreas feitas pela TV Globo mostram que boa parte do entorno do Maracanã e áreas dentro do estádio se encontram alagadas. Funcionários trabalham no local para tentar reverter os estragos, que atingiram até mesmo parte da cobertura da arena.

O Maracanã será palco da Copa das Confederações, que será disputada em junho deste ano, recebendo inclusive a final. Com previsão para ser entregue em maio, as obras no estádio chegaram a 87% de conclusão, segundo os responsáveis pela reforma.

A Fifa realizaria nesta terça-feira a última inspeção do estádio antes da entrega do Maracanã para a Copa das Confederações. Com o cancelamento da visita, a delegação da entidade seguirá direto para Recife, onde vistoriará outra arena da competição.

Recentemente o secretário-geral da Fifa, Jérome Valcke, manifestou sua preocupação sobre as obras do Maracanã. Para o dirigente, o estádio é o que se encontra em situação mais preocupante para a Copa das Confederações.

"A data de entrega é muito importante para que possamos testar as arenas antes do início da competição. Maio já é muito tarde e poderia causar problemas à Fifa para a Copa do Mundo no Brasil", disse o secretário.

Fonte: UOL
Show comments
Hide comments

2 commenti:

  1. Guardando il tg della Globo, ieri sera,ho visto delle immagini desolanti del Maracana'.
    Degli operai a piedi nudi sopra i teloni che dovrebbero essere la copertura dello stadio,con dei secchi a svuotare l'acqua accumulata li sopra, e il cronista che con la sua spiegazione aggiungeva ridicolo al ridicolo di vedere lo stadio simbolo dei Mondiali allagato come una cucina lasciata con i rubinetti aperti.
    I teloni erano pieni d'acqua perche' non erano ancora stati tesi,diceva il contrito "giornalista, senza minimamente provare a criticare il fatto,quasi che marzo, in Brasile ,non sia il mese piu' piovoso dell'anno e che l'acquazzone fosse stato un evento eccezionale.

    RispondiElimina
  2. Brasil,o pais dos profissionais qualificados no roubo e na corrupcao e despreparados em seriedade e comprometimento.

    RispondiElimina